FAQ

Perguntas que podem surgir antes de te lançares na vida de emigra.

 

FAQ

As perguntas mais frequentes para quem quer fazer a especialidade médica em França.

 
 

Quem pode fazê-lo?

Estudantes de Medicina no último ano do curso.

O exame é entre Maio e Junho do 6° ano, sendo que o Internato começa em Novembro. Não existe ano comum em França. 

 

Sou IAC ou já estou a fazer a especialidade. Ainda vou a tempo?

Não. That ship has sailed. 

Podes sempre tentar o CSE "Concours spécial à titre européen que é um concurso especial com meia dúzia de vagas, diferentes a cada ano, e mil candidatos. May the force be with you.

 

Como é o exame?

O exame foi alterado recentemente em 2016 passando a ser constituído unicamente por questões de escolha múltipla.

Tem uma duração de 3 dias, distribuídos por 10 dossiers diferentes. Cada dossier é um caso clinico.

Pode sair qualquer matéria - pediatria, psiquiatria, oftalmologia, etc - qualquer uma. Existe uma lista com os items que podem ser questionados.

 

 

Tenho sempre acesso à especialidade?

Sim, por enquanto as capacidades formativas estão garantidas. Todos os anos sobram vagas. Somos 9000 alunos por ano, e mesmo tendo zero no exame é possível aceder a certas especialidades tais como MGF, Psiquiatria ou Saúde Pública. 


Como está organizado o internato?

Em França não existe ano comum. No 6° ano do curso, realiza-se o exame ECN em Maio e o internato de especialidade começa no mesmo ano, em Novembro. 

Os internatos têm a duração seguinte:

  • especialidades médicas e psiquiatria têm uma duração de 4 anos,

  • especialidades médico-cirúrgicas e cirúrgicas 5 anos;

  • MGF, Saúde Pública, Medicina do trabalho ou Biologia Médica são 3 anos.

Vê a lista detalhada.  

 

E o internato em si, como é?

 

Cada especialidade tem uma "maquete" que tem de ser cumprida, e que está organizada em estágios de 6 meses. 

80% destes estágios estão definidos, e 20% podem ser escolhidos pelo interno.

Exemplo.

Medicina Geral e Familiar - 3 anos = 6 semestres

Estágios obrigatórios: 6 meses em Pediatria (ou 3+3 em pediatria / Ginecologia); 6 meses nas Urgências, 6 meses no Centro de Saude, 6 meses num serviço de Medicina Adulta Hospitalar;

Estágios livres: 6 meses à escolha + 6 meses à escolha. 

 

Independentemente da especialidade, o interno esta obrigado a realizar bancos nas urgências (médicas/traumatologia) ao longo de todo o internato médico. 

Bancos semanais: 18h30 às 08h30, com descanso no dia seguinte.

Banco de fim de semana: sábado 12h30 às 08h30; domingos e feriados 08h30 às 08h30.


Qual é a remuneração de um interno?

O interno recebe uma remuneração de acordo com o decreto (Annexe VIII de l'Arrêté du 12 juillet 2010 (modifié par l'arrêté du 26 décembre 2013 ).  

Sem bancos :

-        interno 1° ano :  16 506,09€ anuais brutos + 430€ mensais brutos (ajudas de custo)

-        interno 2° ano:  18 273,81€ anuais + 430€ mensais brutos(ajudas de custo)

-        interno 3° ano:  25 348,46€  anuais brutos

-        Se não for dada comida e alojamento, contar com mais : 998,62€ por ano, bruto.*

Bancos (contar com pelo menos 4 bancos por mês obrigatórios)

-          Banco sábado:  119,02€ Article 1

-          Banco domingo e feriados: cerca de 200 € brutos Article 2

-          Banco semanal: 65,01 € brutos Article 2

 

* no internato é dado alojamento e alimentação ao interno se ele o desejar, e se estiver numa cidade longe da cidade original. E obrigatório fazer pelo menos 12 meses numa cidade fora da principal, e nesses casos é dado alojamento gratuitamente. As refeições no hospital são sempre "dadas" ao longo do internato. 

 

Relativamente a férias?

O interno tem direito a 30 dias úteis de férias por ano, o que equivale a 5 semanas. Não existe 13° mês nem subsídio de Natal. 

 

O interno é considerado "estudante" :

O tempo de trabalho por horas não está definido. 

Teoricamente, os internos devem estar 11 meios-dias no hospital por semana, menos 2 meios-dias em formação. Ou seja, 4,5 dias no hospital e 1 dia por semana para actividades dedicadas a formação.

Geralmente o que acontece é que trabalhas a semana toda e de vez em quando quando queres ir a um congresso ou curso, usas os dias de formação que tens por usar. 

Trabalhar num sábado de manhã faz parte do trabalho de um interno (astreinte). 

Recentemente foi publicada uma portaria em que o trabalho do interno deve cingir-se a 48h por semana em média, em 4 meses.

Na prática o horário trabalhado é muito superior. ( > 60h semanais ).

 

Onde posso encontrar mais sobre os últimos colocados por região e especialidade? 

Tudo o que procuras no REMEDE